MICROPLÁSTICOS: INIMIGOS INVISÍVEIS

Os plásticos tornaram-se presentes em todos os lugares porque são baratos em relação a muitos outros materiais, geralmente duráveis ​​e facilmente adaptáveis ​​para a fabricação de muitos tipos de produtos. Os plásticos são feitos de compostos petroquímicos (derivados do petróleo), geralmente em combinação com aditivos, como plastificantes, corantes, estabilizadores, lubrificantes e agentes espumantes.

O lixo marinho é um problema mundial de poluição oceânica e as evidências sugerem que os menores pedaços de plástico, os microplásticos, podem ser as formas mais abundantes de poluição plástica nos oceanos. Apesar de serem projetados para durar, a maioria dos plásticos ainda é produzida para aplicações com vida útil curta: quase a metade acabará sendo uma embalagem descartada imediatamente após a compra. Seus usos podem ser efêmeros, mas sua presença no ambiente não é nada transitória: uma vez usados, se não forem coletados e reciclados, os plásticos terminam abandonados na natureza, principalmente no mar.

O que são os microplásticos?

Os microplásticos são “pedaços” de plástico com tamanho menor que 5 mm e são muito variados em relação as dimensões, cores, formas, densidades e composição química. Embora alguns fragmentos cheguem às praias, a grande maioria dos microplásticos fica no mar aberto.

De onde vêm os microplásticos?

Os microplásticos podem ser classificados como primários, que são diretamente introduzidos no meio ambiente na forma de pequenas partículas plásticas (microesferas em cosméticos, fragmentos têxteis, fragmentos de pneus de veículos, etc.) e secundários que resultam principalmente da quebra de grandes pedaços de lixo plástico em pequenos fragmentos, uma vez expostos no ambiente marinho. As sacolas plásticas descartáveis estão entre as maiores fontes, pois quebram-se muito facilmente sob a ação do sol e da água do mar. Mais de um terço dos microplásticos no oceano provém de tecidos sintéticos, como poliéster ou nylon. Os pneus de carros são a segunda principal fonte, liberando partículas de plástico à medida que elas se desgastam. (FONTE)

Porque devemos nos preocupar?

A ingestão de microplásticos foi documentada em diversos de organismos marinhos representando vários níveis na cadeia alimentar, entre eles mamíferos, tartarugas, aves marinhas e peixes.

Além dos danos físicos, os microplásticos podem adsorver poluentes orgânicos persistentes (POPs) e metais pesados presentes no ambiente. Dessa forma, existe uma preocupação com a qualidade e segurança dos alimentos e com os efeitos desses poluentes para saúde humana. Além disso, esses contaminantes associados aos microplásticos (POPs) podem ser transferidos ao longo da cadeia alimentar, o que aumenta sua concentração nos organismos no topo da cadeia (biomagnificação) e pode atingir os seres humanos com maior intensidade, uma vez que pequenos peixes servem como presas para grandes peixes, que podem ser espécies de alto valor comercial.

No entanto, não se sabe exatamente como o ambiente marinho e seus organismos responderão ecologicamente aos impactos da poluição por plásticos. Por isso, os estudos voltados para esse tópico são essenciais para entender melhor esses efeitos. Aqui em Fortaleza, foi recentemente feito um estudo como parte de uma tese de doutorado da UFC (DANTAS et al., 2020) com sete espécies de peixes na zona costeira de Fortaleza, no qual as espécies analisadas apresentaram alta quantidade e frequência de ingestão de microplásticos. O microplástico mais ingerido pelos peixes foi a fibra azul (poliéster textil), que representou 68,75% dos microplásticos identificados. E, possivelmente, chega aos mares e oceanos através do esgoto sanitário vindo da lavagem doméstica de roupas. (FONTE)

Com tudo isso, vimos como nossos hábitos de consumo refletem no ambiente e eventualmente retornarão para nosso próprio corpo. É urgente que possamos reduzir o máximo possível o uso de embalagens plásticas, especialmente as descartáveis.

Vamos juntas?

Texto: Gabrielle Melo – Oceanógrafa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: